fbpx

Saia do vermelho: 5 dicas práticas para limpar o nome

A falta de conhecimento financeiro é um dos principais responsáveis pelo alto índice de endividamento no Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de endividados no país é o maior em 11 anos. O descontrole no orçamento pode virar uma bola de neve de dívidas, caso não seja resolvido a tempo. Por isso, se você quer descobrir como limpar o nome, continue acompanhando esse artigo!

Apesar de parecer uma tarefa difícil, sair do vermelho não é impossível! Existem algumas atitudes práticas que podem ser tomadas para te ajudar a limpar o seu nome e começar a gerenciar as finanças com mais cautela. Quer saber um pouco mais sobre o assunto? Confira as nossas dicas!

Como limpar o nome: primeiros passos!

Antes de mais nada, é preciso entender os primeiros passos para limpar o nome. Se você realmente quer se livrar das dívidas, é necessário encerrar o ciclo do endividamento. Para isso, você deve aprender a balancear os seus gastos, afinal, é preciso garantir que haja dinheiro para quitar dívidas em aberto.

A melhor forma de controlar as despesas é elaborando um planejamento financeiro! Com ele, é possível organizar a sua vida financeira e visualizar o orçamento por completo. Inclua todos os valores que você recebe mensalmente, as suas despesas essenciais e os gastos não essenciais também. Crie o hábito de anotar os pequenos gastos do dia a dia e, depois, veja para onde vai o seu dinheiro.

Com essas informações em mãos, você pode se organizar financeiramente e visualizar de forma ampla os seus custos mensais. Em seguida, consegue definir a sua estratégia para diminuir os gastos e quitar as dívidas para limpar o nome.

Muitas pessoas não gostam (ou tem medo!) de olhar as próprias finanças. Mas, atenção: isso é um caminho certeiro para as dívidas. Afinal, é preciso entender as suas finanças para poder organizá-las e manter uma vida financeira saudável

A nossa dica inicial é quitar primeiro as dívidas que possuem juros mais altos, como o cheque especial. Afinal, no caso das dívidas, os juros compostos trabalham contra o devedor!

5 dicas práticas para limpar o nome 

A seguir, reunimos 5 dicas práticas para incluir na sua rotina que irão te ajudar a limpar o seu nome! Confira:

1 – Saiba o valor total das suas dívidas

Muitas pessoas têm medo de descobrir o quanto devem. Entretanto, isso atrapalha o processo para se livrar do endividamento. O ideal é fazer uma lista de todas as suas dívidas e classificá-las por ordem de importância. A prioridade devem ser as dívidas que possuem a maior taxa de juros, como por exemplo o cartão de crédito e o cheque especial.

2 – Corte de gastos ajuda a limpar o nome 

Faça uma varredura pelas suas contas e descubra o que pode ser cortado das despesas. Uma boa ideia é tentar negociar as contas fixas, como o plano de celular, TV a cabo e internet. Para manter os clientes, as operadoras costumam oferecer descontos nos planos. Essa é uma excelente forma de diminuir as despesas mensais. 

Depois de reduzir as despesas fixas, é hora de analisar os gastos não essenciais. Enquanto estiver tentando limpar o nome, é preciso cortar o máximo de gastos possíveis. E isso inclui o delivery de comida, os serviços de streaming – como Netflix e Spotify – que não são utilizados e as compras desnecessárias.

Com esses cortes, a economia no final do mês pode te surpreender!

3 – Defina uma meta mensal de economia 

Depois de entender o valor total das suas dívidas e de cortar gastos desnecessários, o próximo passo é definir uma meta mensal de economia. Dessa forma, você consegue controlar melhor o que pode gastar e cria o hábito de poupar dinheiro. Quando economizar se torna parte da sua rotina, passa a ser natural. Sendo assim, diminui-se o risco de retornar ao endividamento depois de quitar a dívida.

4 – Adote um controle de gastos

As dicas acima precisam ser combinadas com novos hábitos de consumo. Do contrário, não há como quitar as dívidas, pois sempre haverá algo no caminho. 

Por isso, é essencial adotar regras mais rigorosas para o seu dinheiro. Avalie os seus hábitos de consumo e veja quais são essenciais para o momento. Você, provavelmente, encontrará gastos que podem ser cortados em um período de necessidade financeira.

5 – Negocie as suas dívidas para limpar o nome

A prática de negociar as dívidas apresenta inúmeros benefícios. Ela é a melhor forma de reduzir o valor a ser pago mensalmente, pois representa a troca de dívida cara por uma barata. Fazer uma negociação de dívidas ajuda a encaixar o pagamento nas suas possibilidades financeiras e, assim, quitá-las de forma mais rápida.

A Pherfiltec pode te ajudar na missão de negociar as suas dívidas! Com a Pherfiltec você pode negociar as suas dívidas de forma rápida, sem sair de casa.

Confira como é fácil:

Clique e acesse o site da Pherfiltec e preencha o seu CPF para consultar as dívidas pendentes. Em seguida siga as instruções abaixo:

  • Consulte seu CPF;
  • Escolha a melhor proposta para o seu bolso;
  • Gere um boleto ou pague com cartão de crédito.

Depois de seguir esses 3 passos em nosso site, tudo o que você precisa fazer é pagar o seu acordo em dia! 

Compartilhe:

Mais posts

Renda extra

Aprenda como fazer renda extra para quitar as dívidas

Ganhar um dinheirinho a mais é bom e todo mundo gosta, não é mesmo? A famosa renda extra pode servir para complementar o orçamento mensal, para investimentos no futuro e até para quitar aquela dívida que pesa no bolso. Encontrar novas formas de aumentar os ganhos pode ajudar a complementar o seu salário e organizar

Recuperar o crédito

Descubra como recuperar o crédito após limpar o nome

Estar com o nome sujo nos órgãos de proteção de crédito, como SPC e SERASA, pode ser uma grande dor de cabeça, mas também é uma situação passageira. Existem inúmeras formas de se organizar para limpar o nome e, assim, recuperar o crédito no mercado financeiro. Entretanto, a pergunta que muitos endividados se fazem é

Score de crédito

Score de crédito: entenda o que é e os seus benefícios

Antigamente, a análise de crédito era baseada em critérios subjetivos e não havia padronização. Dessa forma, era praticamente impossível saber se o crédito de alguém seria aprovado ou não, pois a decisão dependia completamente de quem estava responsável pela análise. Então, para solucionar esse problema, o score de crédito foi criado. Se o termo ainda

Rolar para cima