fbpx

Passo a passo para negociar dívida na crise: 6 dicas para sair do vermelho

Pagar ou não pagar? Eis a questão que tem dado muita dor de cabeça para pessoas que já estavam com o nome sujo quando a crise provocada pelo coronavírus começou. E agora? O que é o melhor a fazer? Calma! Se a sua situação é essa, você veio ao lugar certo: no texto de hoje, a gente te ajuda a negociar dívida na crise. E tem mais: você não está sozinho nesta! A gente explica o por quê:

Apesar de todas as medidas praticadas pelo governo para dar liquidez e proteger a economia contra a atual crise, as finanças dos brasileiros não resistiram e o nível de endividamento aumentou com o reflexo da pandemia. Em maio, por exemplo, o número de famílias com dívidas foi de 66,5%, de acordo com os dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic).

O aluguel é apontado como uma das principais despesas fixas que pesam no bolso, e que virou motivo de negociação nos últimos meses, principalmente por receio de sofrer uma demissão ou ter o salário reduzido.

Um levantamento da Consultoria Consumoteca, realizado entre os dias 4 e 12 de maio com 2 mil pessoas, mostrou que 20% perderam o emprego e 15% se endividaram durante a pandemia. E qual é a melhor forma de negociar a dívida na crise? Vamos a alguns pontos!

Como negociar a dívida na crise

 Entenda suas dívidas

Se, mesmo antes da crise, você tinha dívidas pendentes é importante que você entenda tudo que precisa como prioridade. Portanto, registre tudo em uma planilha: luz, água, telefone, internet, crediário, cartão de crédito, financiamento, cheque especial, entre outros.

Depois de fazer um levantamento de todas as suas dívidas, você deverá priorizar o pagamento daquelas que têm taxas de juros mais altas, como empréstimos pessoais, crédito rotativo do cartão de crédito, aluguel e dívidas no cheque especial.

Atenção: é importante negociar ou quitar primeiramente essas dívidas primeiro porque são elas que, devido a taxa de juros, ficam cada vez maiores.

Faça uma proposta ao credor

Ao ter ciência sobre as principais dívidas, entre em contato com o credor o quanto antes para mostrar que você tem interesse em quitá-la.

Sendo assim, sinalize a opção mais viável de pagamento, com o valor e quantidade máxima de parcelas que cabem no seu orçamento. Se for possível realizar o pagamento à vista, verifique a possibilidade de reduzir a taxa de juros e conseguir condições especiais no acordo.

negociar dívida na crise

Tente negociar a dívida

Negociar dívida é um momento de troca e o credor tem tanto interesse quanto você no pagamento do valor. Então, durante a conversa, proponha soluções e alternativas para o pagamento da dívida. A negociação deve ser vantajosa para ambos.

Ao apresentar a proposta, é possível que ele ofereça uma contra-proposta. Para isso, a dica neste ponto é evitar aceitar condições que não estejam adequadas à sua situação financeira.

negociar dívida

Além disso, se restar alguma dúvida, não decida por impulso. Assim sendo, pense nas condições de pagamento e volte depois com uma contraproposta ou, se houver concordância, para assinar o contrato de negociação.

 Antes de propor, revise

Antes de aceitar qualquer ou oferecer qualquer proposta para negociar a dívida, é importante fazer as contas e verificar se as parcelas realmente se adequam ao seu orçamento.

Última dica: Consiga desconto para negociar a sua dívida em sites confiáveis

Quer negociar a sua dívida sem ter dor de cabeça? Consiga descontos em sites confiáveis! A Pherfiltec oferece soluções inovadoras para facilitar a quitação de dívidas, favorecendo a relação entre credores e consumidores. Você consegue resolver a sua dívida em apenas três passos simples: 

  • Consultando o seu CPF de graça
  • Escolhendo a melhor proposta par o seu bolso
  • E pagando: por boleto ou cartão de crédito

Ganhe até 85% de desconto para sair do vermelho! Clique aqui para saber mais.

Agora que você já tem um passo a passo para negociar a sua dívida começa o trabalho duro: é importante ter  ter muita organização, foco e disciplina para conter os gastos. Portanto, a mudança de hábitos é essencial após a negociação das dívidas.

Compartilhe:

Mais posts

Recuperar o crédito

Descubra como recuperar o crédito após limpar o nome

Estar com o nome sujo nos órgãos de proteção de crédito, como SPC e SERASA, pode ser uma grande dor de cabeça, mas também é uma situação passageira. Existem inúmeras formas de se organizar para limpar o nome e, assim, recuperar o crédito no mercado financeiro. Entretanto, a pergunta que muitos endividados se fazem é

Limpar o nome

Saia do vermelho: 5 dicas práticas para limpar o nome

A falta de conhecimento financeiro é um dos principais responsáveis pelo alto índice de endividamento no Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de endividados no país é o maior em 11 anos. O descontrole no orçamento pode virar uma bola de

Score de crédito

Score de crédito: entenda o que é e os seus benefícios

Antigamente, a análise de crédito era baseada em critérios subjetivos e não havia padronização. Dessa forma, era praticamente impossível saber se o crédito de alguém seria aprovado ou não, pois a decisão dependia completamente de quem estava responsável pela análise. Então, para solucionar esse problema, o score de crédito foi criado. Se o termo ainda

Lockdown

Não deixe suas finanças entrarem em lockdown; Negocie suas dívidas online!

Um ano depois do início da pandemia e enfrentando uma nova alta expressiva no número de casos da Covid-19 no Brasil, alguns estados voltaram a anunciar o lockdown e medidas mais restritivas para tentar conter o avanço da doença. O cenário desafiador também vem causando impactos em outra área: as finanças dos brasileiros. A diminuição

Rolar para cima