fbpx

Descubra os impactos que as dívidas podem causar à saúde

As dívidas não são um problema que afeta apenas o financeiro. Em muitos casos, a situação do devedor pode tomar uma proporção tão grande que gera complicações, inclusive, à saúde.

Atualmente, cerca de 66,3% dos consumidores brasileiros estão endividados, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O número, que estava em queda, voltou a subir em 2020 como consequência da pandemia.

Os dados são alarmantes, entretanto, você já parou para pensar nos impactos que uma dívida pode causar em outros setores da vida? Estar em situação de inadimplência é um risco, também, à saúde mental e física.

Problemas de saúde causados por dinheiro existem, e não são raros. Acompanhe o artigo da Pherfiltec e entenda como a situação de inadimplência pode influenciar a sua saúde.

Principais problemas de saúde física relacionados a dívidas

Quantas vezes você, ou alguém próximo, já sentiu que o acúmulo de dívidas era um problema sem solução? E quais sensações vinham acompanhadas desse pensamento? Irritabilidade, mal humor, desânimo, medo, tristeza… Todos esses sentimentos costumam ser relatados com frequência por pessoas endividadas.

Isso acontece porque a ansiedade gerada pela inadimplência libera hormônios como cortisol e adrenalina, que são associados ao estresse. Afinal, lidar com cobranças financeiras e a necessidade de quitá-las é mesmo uma situação que pode levar as pessoas ao limite. Sendo assim, os hormônios liberados na corrente sanguínea agem desencadeando inúmeras reações no corpo.

Você sabia que, se as alterações causadas pelos hormônios forem repetidas constantemente, podem levar a problemas de saúde sérios? Úlceras, insônia e elevação da pressão arterial são alguns dos principais problemas de saúde física relatados por pessoas endividadas.

Por isso, é importante tentar manter as contas sempre equilibradas, pois além do fator financeiro, a lembrança frequente da dívida também pode acarretar outros problemas. Que tal começar cortando itens supérfluos para evitar o nome sujo?

E a saúde mental, também é afetada?

A falta de perspectiva causada pelas dívidas pode gerar inúmeras alterações no estado mental. Sentimentos como os citados anteriormente são comuns entre pessoas inadimplentes. Entretanto, a situação pode evoluir para quadros de ansiedade e até agravar casos de depressão, a depender das circunstâncias.

Pessoas com muitas dívidas também podem sofrer com mudanças como:

  •  Perda ou aumento de apetite;
  •  Alterações no sono;
  • Sensação constante de incapacidade e culpa;
  • Queda da autoestima.

Em todos os casos, é preciso identificar a origem das dívidas e avaliar o que pode ser feito para acabar com elas. Recuperando, dessa forma, a saúde mental. Uma opção válida é trocar uma dívida cara por uma barata e, assim, conseguir limpar o nome!

Como fazer para quitar as dívidas?

Existem algumas opções para te ajudar a enxergar a luz no fim do túnel. Mas, antes de mais nada, alguns passos precisam ser seguidos para que você possa se organizar financeiramente e encontrar a melhor forma de quitar as suas dívidas.

Em primeiro lugar, organize as dívidas e a sua renda. Mapeie as suas fontes de renda e tudo o que você ganha com elas, e veja quanto desse valor é destinado, hoje, às suas dívidas. O segundo passo é cortar despesas. Analise quais gastos podem ser reduzidos ou cortados de vez da sua rotina até que as dívidas sejam quitadas.

Além disso, a tão famosa renda extra pode te ajudar a sair da situação de inadimplência. Tente pensar em novas fontes de renda que possam complementar os seus ganhos atuais.

Negocie a sua dívida

Em seguida, você pode negociar a sua dívida! Os juros são os grandes responsáveis pelo aumento da dívida, então, negociar o valor a ser pago pode diminuir o impacto das parcelas no seu bolso. Com a Pherfiltec, você pode fazer um acordo de forma rápida e segura. E o melhor: sem sair de casa.

Para fazer o acordo, basta seguir os passos abaixo:

  • Consulte seu CPF;
  • Escolha a melhor proposta para o seu bolso;
  • Gere um boleto ou pague com cartão de crédito.

Após finalizar esses 3 passos em nosso site, você só precisa pagar o seu acordo em dia! Viu como pode ser fácil quitar as suas dívidas?

Compartilhe:

Mais posts

Negociar dívidas com a Avon

Entenda como negociar dívidas com a Avon de forma online e com desconto

De acordo com informações do Banco Central, o índice de endividamento bateu recorde no Brasil em 2020. Entretanto, contrapondo as estatísticas, a inadimplência recuou. Se você está se perguntando como isso é possível, saiba que muitos devedores estão optando por métodos alternativos para pôr as contas em dia. Entre eles, o mais utilizado é o

Negociar as dívidas

Conheça as vantagens de negociar as dívidas

Ainda estamos em fevereiro, mas você já está preocupado com as contas acumuladas? Sabemos que quando as dívidas batem na porta, pode ser difícil encontrar uma saída para se livrar delas. E o mais importante: de uma forma que caiba no orçamento. Uma boa solução para essa situação é negociar as dívidas!  A negociação de

Vida financeira saudável

5 benefícios de uma vida financeira saudável

Até pouco tempo atrás, a educação financeira não era um tema amplamente discutido. Como resultado disso, vemos gerações que não sabem administrar suas finanças e manter uma vida financeira saudável. O que gera um enorme problema, pois muitas pessoas não têm o conhecimento necessário para cuidar do seu dinheiro e, dessa forma, acabam se endividando. 

Juros compostos

Entenda como os juros compostos interferem no valor de uma dívida

Você, provavelmente, já ouviu falar em juros compostos, não é mesmo? Também conhecidos como juros sobre juros, eles podem operar verdadeiras magias em um patrimônio e aumentá-lo exponencialmente com o tempo. Colocando dessa forma, parece que só há vantagens nos juros compostos, não é mesmo? Entretanto, os juros compostos não se aplicam apenas sobre o

Rolar para cima